Como escolher um alimento saudável?

Foto elzanetti.com

Quando o assunto é saúde existe um fator FUNDAMENTAL que você TEM que considerar para se tornar uma pessoa saudável com mais energia.

O fator Qualidade.

A Qualidade do alimento que você consome é crucial para o mesmo te curar ou fazer mal.

Pense em seu carro por um momento. Uma máquina que se move a partir do combustível que você fornece, se seu carro é movido a gasolina você em sã consciência colocaria Álcool ou Diesel? (nesse caso compare com uma alergia alimentar ou indisposição genética para alguns alimentos) Ou ainda pior, você conscientemente abasteceria seu carro com gasolina adulterada? Quanto tempo vai levar até ele apresentar problemas e quebrar na estrada? Muito antes da hora prevista, nesse sentido seu corpo funciona da mesma forma que seu carro.

Quando você quer economizar e economiza comprando alimentos de pior qualidade você esta literalmente abastecendo seu corpo com gasolina adulterada e vai ser questão de tempo até ele quebrar.

Foto por @kaboompics

Se você não tem dinheiro para comprar gasolina (alimentos de qualidade) você simplesmente não compra. Você não sai de carro por ai e nem pega estrada, pense da mesma forma com seus alimentos, se não tem condições de comprar ovos orgânicos no momento, manteiga e azeite então aguarde! Pois ao substituir com gasolina adulterada você esta criando danos a si mesmo, primeiro porque não houve nutrição e segundo porque alguns alimentos criam inflamação no organismo logo nada foi ganhado a partir desse consumo, houveram apenas perdas financeiras e de saúde.

Como via de regra corte para sempre os seguintes ingredientes: Transgênicos, açúcar, óleos vegetais como canola, milho, soja e palma, tudo que contenha corantes e adoçantes não naturais, frango, ovos e porcos de produção industrial não orgânica, farinha de trigo branca, se possível corte também a farinha de trigo integral, pois ambas possuem gluten. Corte qualquer coisa que tenha gluten na composição. Evite qualquer alimento frito e ultra processado. Leia os rótulos de tudo o que for comprar, geralmente você quer ver na lista dos ingredientes no máximo 3–5 ingredientes ao todo, de preferência apenas 1, melhor ainda se o alimento nem rotulo possuir(uma comida inteira, ex: uma cenoura), nunca compre pelo rótulo, LEIA os INGREDIENTES ou você será literalmente enganado. Esses dias fui comprar damasco seco e quando li os ingredientes quase não acreditei na quantidade de aditivos no produto.

Selos também podem ser utilizados para enganar, mesmo selos que garantam que um alimento é Vegano ou Orgânico você ainda precisa ler os ingredientes para saber se apesar disso ele é saudável. (Obs: os selos ainda assim são importantes).

Exemplo de uma embalagem de margarina tentando convencer.

Ainda precisa de convencimento sobre os males dos ingredientes acima? considere as passagens destes estudos científicos:

Ken Southward, “A Hypothetical Role for Vitamin K2 in the Endocrine and Exocrine Aspects of Dental Caries,” Medical Hypotheses 84, no. 3 (March 2015): 276–280

Southward, “A Hypothetical Role for Vitamin K2,” 276–280

Noreen von Cramon-Taubadel, “Global Human Mandibular Variation Reflects Differences in Agricultural and Hunter-Gatherer Subsistence Strategies,” Proceedings of the National Academy of Sciences 108, no. 49 (December 6, 2011): 19546–19551

Dito isso, eu te garanto que o caminho para a sua saúde é uma alimentação nutritiva e orgânica seja ela carnívora ou vegana, de preferencia na intersecção dessas duas linhas para garantir uma nutrição completa. Busque em sua cidade feiras de orgânicos, agricultura familiar, carne orgânica ou pelo menos de bovinos criados soltos e alimentados a pasto e também use a internet para pedir em casa caso sua cidade não tenha opções.

Não se culpe se acabar comendo algo que você claramente já entendeu que te faz mal e rouba sua energia. Ao invés disso torne-se extremamente consciente do seu ato, tenha seu momento porém esforce-se para que isso seja uma rara excessão em sua alimentação e rotina. Um bom hábito puxa outro, se você começar a adicionar boas práticas em seu dia logo isso se tornará um hábito e você naturalmente vai mudar sem sofrer.

Eu entendo que comer bem pode sim ser caro, ainda mais devido a inflação dos alimentos e crise que estamos vivendo no Brasil, justamente por isso tenha uma abordagem reducionista e efetiva. Foque no que trará o máximo de benefícios nutricionais, que seja simples, prático e saboroso; e adicione o jejum como estratégia de saúde e economia.

Eis minha sugestão de alimentos para você preparar em casa que atendem a estes requisitos: Carne Bovina, Ovos orgânicos, Brócolis, Cenoura, Batata Doce, Manteiga orgânica, Azeite, Rúcula, Tomate, Maçã, Banana, Castanha-do-pará e Café.